3 lições preciosas para vencer as dificuldades nos relacionamentos

Foto: Odonata Wellnesscenter / Pexels
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Tempo de Leitura: 3 minutos
As dificuldades de se relacionar surgem quando não conseguimos compreender uns aos outros. Aqui tem três lições preciosas que podem te ajudar nessa compreensão

Seja diante do seu chefe no trabalho, de um amigo próximo, um familiar ou até de um namorado ou namorada, talvez você já tenha se deparado com a dificuldade de se relacionar.  

Ela pode surgir de diversas formas: desde um receio em falar alguma coisa para alguém, passando por uma dificuldade de entender porque as pessoas agem de certa maneira, até uma sensação de que, talvez, você só não goste de se relacionar com as pessoas.  

Por isso, fomos ao arquivo do Coexiste Responde buscar respostas de Kaw Yin Yan Yin, professores da Coexiste, sobre esse assunto para ajudar você a aprofundar cada vez mais as suas relações e entender melhor as pessoas com as quais convive. Olha só: 

1.Relacionamento acontece na Vida

“É normal não ter vontade de se relacionar com as pessoas?” Não! Você começa a assistir os comportamentos humanos, e eles não fazem muito sentido, porque é uma tentativa de uma vida diferente da vida real. Isso começa a não fazer sentido e você começa a não querer se relacionar. Mas se você encontrar a vida que há em você e que há em todos, você não vai ter vontade de ficar sozinho, nem longe de ninguém, você vai ter muito prazer em ficar com as pessoas. Mas você vai ter que encontrar a vida que tem lá. Você vai ter que passar por cima das manifestações comportamentais que não fazem sentido e encontrar a vida que tem ali, o ser maravilhoso que tem ali, e se relacionar com ele. Se você for depender do que as pessoas pensam para se relacionar com elas, vai ficar difícil. O que elas pensam vai só dar um caminho para você encontrar o ser que tem ali, e o que elas pensam também vai te contar uma maneira de ajudá-las, se elas estiverem precisando de ajuda – é para isso que servem os pensamentos. Mas se relacionar com as ideias nem é possível. Você gosta de se relacionar, mas você tem preguiça de ficar se relacionando com ideias. Procure o ser que tem ali, use as ideias só para encontrá-lo, e, ao fazer isso, você vai encontrar você também.

2.As pessoas são livres

“O que fazer quando o seu melhor amigo fala que não quer mais você por perto e manda você se afastar?” Faça isso, ué! Tudo bem. Se a pessoa não quer mais, ela tem esse direito. Você sabia que as pessoas são livres? Elas são livres. Quando uma pessoa quer ficar longe de você, ela vai ficar longe de você mesmo que você fique tentando ficar perto dela, não tem jeito. E não tem como obrigar uma pessoa a ficar perto. Quando você deixa a pessoa livre, ela está perto e você tem certeza de que ela está ali porque ela quer.

Não precisa nem esquentar muito a cabeça por causa disso, porque mesmo que a pessoa fale para você que ela não quer estar perto de você, se ela estiver é porque ela quer. Relaxa, as pessoas vão estar perto ou longe de você conforme elas quiserem. E você também, conforme você quiser, então, você nem precisa fazer tanto esforço assim. Está tudo certo.

3.Ou é Amor ou é medo

“Se não sinto carinho verdadeiramente, ajo por sensações que não são reais, qual foco tenho que manter? Como ajo quando essas sensações forem fortes demais?” O que precisa acontecer é você não fazer julgamentos sobre as cenas que acontecem… Por exemplo, se eu estou diante de alguém e esse alguém não está sendo carinhoso, é porque a pessoa está com medo. Ou é amor ou é medo. Ou é amor ou é pedido de amor. Todo medo é, na verdade, pedido de amor. Se é amor, a gente compartilha amor, se é pedido de amor, a gente entrega amor. Se é medo, a melhor forma de tirar a pessoa do medo é amando. Amar significa você ter total interesse por compreender aquilo que está acontecendo. Aí, você fica isento olhando aquelas manifestações. Aí, você compreende aquela manifestação e ajuda a pessoa a elucidar o que ela está pensando. Se a pessoa estiver com medo, você ajuda ela a sair do medo, só que vai depender de ela querer também ser ajudada, de ela querer mudar alguma coisa, de ela querer conversar e se juntar a alguém para resolver os seus equívocos. Não significa que a pessoa vai querer fazer isso. Às vezes, a pessoa está completamente equivocada mas não está aberta para mudar isso, você também não vai conseguir fazer nada.

 

0 0 vote
Article Rating
TAGS:

RECEBA A Coexiste.info no seu E-mail

.Conteúdos relacionados

Distanciamento social

Tão longe, tão perto

Tempo de Leitura: 7 minutos O distanciamento social tem sido uma grande oportunidade de reolhar os relacionamentos e entender onde as conexões acontecem. Não ter medo de mudar o que se pensa é o início desse processo

Leia Mais »

.Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

5 filmes que te ensinam sobre a nossa existência

Encontramos no cinema obras que nos ajudam a olhar para a vida e a nossa realidade com outros olhos. Confira!
Leia mais

O que é a Mente

A Mente é o atributo do Espírito que coloca em ação a sua condição criativa.
Leia mais

Especial HackTown 2019

Nossa equipe esteve em Santa Rita do Sapucaí para trazer para você o que rolou de melhor em um dos eventos de inovação mais importantes do pais
Leia mais

O teatro como ferramenta de transcendência

A Coexiste Teatro une o treinamento da consciência existencial aos princípios das artes cênicas para que atores profissionais exerçam a sua função com máxima relevância.
Leia mais