Hacktown 2019: O que torna esse evento tão único

Foto: Divulgação / Hacktown
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Tempo de Leitura: 4 minutos
Com o foco em gerar união para se pensar em soluções para as demandas do mundo, o Hacktown reúne 6 mil pessoas entre os dias 5 e 8 de setembro

Nesta quinta-feira, 05, começa o HackTown, um dos principais eventos de inovação, tecnologia e criatividade do país. Realizado na cidade de Santa Rita do Sapucaí, interior de Minas Gerais e cidade considerada o Vale da Eletrônica do Brasil, o evento reúne cerca de seis mil pessoas em quatro dias de muito conteúdo: serão mais de 400 palestras, debates, workshops e muita música. A proposta é promover uma experiência transformadora para que cada participante possa “invadir a sua própria mente, instalando um sistema operacional de código aberto”, como descreve o site oficial do evento. 

Em sua quinta edição, o evento já tem lugar fixo na agenda de quem curte inovação. Tudo é pensado para que a experiência seja única, e que cada um desenhe a sua jornada ao longo do evento. A demora na revelação da grade de programação, o design do crachá, informações básicas em relação à localização das coisas, os eventos que acontecem dentro do evento, os locais, enfim, tudo integra a experiência. 

Uma mistura de conteúdos e assuntos, com uma galera que está colocando a mão na massa, e não só olhando, mas construindo e reconstruindo tendências, e sempre numa conversa aberta, inclusiva, no intuito de compartilhar o que tem sido vivido e aprendido, sem distâncias entre quem compartilha e quem recebe. Isso resulta em uma sensação de estar junto no mesmo barco, querendo contribuir para que as mudanças aconteçam, gerando uma sensação de pertencimento, e de se sentir muito junto de quem compartilha dessa experiência com você, não importa quem seja. 

É por essa proposta tão inovadora, que traz assuntos tão múltiplos, que vão de tecnologia, gestão, design thinking, educação, futuro, à ioga, arte, desenvolvimento de consciência, espiritualidade e relacionamento, que o Coexiste.Info vai estar de perto acompanhando o evento e compartilhando com vocês o que vai rolar esses dias. 

E, enquanto o HackTown 2019 não começa oficialmente – a cerimônia de abertura é só às 19h! -, listamos aqui alguns pontos que tornam esse evento, e essa edição especificamente tão única: 

1.Experiência e integração entre pessoas

O evento foi pensado para ser experienciado. Por isso mesmo, ele não acontece apenas nas três principais instituições da cidade, a Escola Técnica de Eletrônica (ETE), o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) e a FAI (Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação), mas em todos os lugares. Cafés, bares, restaurantes e auditórios também serão palco de palestras e conversas enriquecedoras. A ideia é não só fazer com que os participantes conheçam Santa Rita do Sapucaí, mas também que as pessoas se conheçam. No caminho entre uma palestra e outra, na pausa para o cafezinho, no almoço ou durante as apresentações, o objetivo é que você interaja com pessoas diferentes, comece conversas e crie uma nova rede de contatos. 

2. A era do 5G 

O 5G é o assunto do momento e uma das grandes novidades do evento deste ano. Durante o HackTown, será inaugurada a Casa TIM 5G, criada em uma parceria entre Inatel, TIM e Ericsson e que marcará a chegada do 5G ao Brasil. O espaço já foi uma república de estudantes e passou por uma remodelação para o festival de inovação, com vários ambientes para demonstrar soluções tecnológicas da quinta geração de maneira interativa. “No local, os visitantes vivenciarão uma verdadeira imersão no 5G e poderão entender como a tecnologia influenciará seu cotidiano no futuro – em áreas como saúde, educação, segurança, entretenimento e games – e o meio em que vivem e o seu trabalho, com demonstrações de cidades inteligentes, indústria, entre outros”, diz a TIM em comunicado.

3. Se deixe levar

Tudo é feito para que você faça de um jeito diferente. Não adianta querer montar uma agenda de palestras e querer segui-la à risca, selecionando-as por tema ou por nomes. Muita coisa acontece na hora, numa conversa com outros participantes e no feeling de onde está acontecendo aquele debate mais quente ou aquela apresentação mais legal. “Duvido que alguém consiga cumprir a programação que fez. É tudo pensado para que existam trocas”, diz o co-fundador do HackTown, Ralph Peticov, em entrevista à Rádio Geek. Inclusive, o conceito do evento é justamente estimular os participantes à interação, e muita coisa acaba acontecendo e sendo revelada ao longo dos dias. Circular pela cidade, conhecer todos os pontos do evento e aproveitar toda a estrutura dedicada ao festival garantem uma experiência mais completa. 

4. Tecnologia e… autoconhecimento? 

Sim, é isso mesmo. Engana-se quem pensa que inovação está em falar apenas em startups, empreendedorismo e produtos revolucionários. Discutir a própria mente, a influência do que pensamos e sentimos no dia a dia, os impactos de uma mentalidade aberta e consciente e até como encontrar a felicidade também definem inovação. Por isso, o evento tem palestras que discutem de tudo um pouco: maneiras da criatividade gerar ideias inovadoras, como gerir empresas de forma mais humana, economia criativa, bem-estar, consciência… A lista de temas é longa! (E você pode conferir as palestras deste ano na programação do evento).

5. A união gera soluções

O festival não é pensado para agradar os gostos particulares de seus fundadores: dois engenheiros, um cineasta e um publicitário. Nenhum deles se encaixa exatamente nos temas apresentados, mas “não é um festival para minha galera, pra galera do [Carlos Henrique] Vilela, do Marcos David, ou pra galera do João Rubens [Costa], é para todas as galeras”, diz Ralph. Como o objetivo é unir as pessoas, o evento é todo projetado para isso. Inclusive, esse é um dos temas principais do HackTown: unir as pessoas para gerar soluções. “Queremos todo mundo junto. No braço de todo mundo estará escrito ‘amor’. Queremos todo mundo misturado e unido, sem polarização”, diz Ralph. Além de unir pessoas, o festival estimula o relacionamento. “No HackTown, todos somos iguais”, conta Ralph.

View this post on Instagram

Finalmente uma foto dos 4 juntos :))) @hacktownsrs

A post shared by HackTown SRS (@hacktownsrs) on

6.Santa Rita e Sinhá Moreira

A cidade de Santa Rita do Sapucaí se tornou o “Vale do Silício Brasileiro” e palco do HackTown por um motivo. Acontece que a fundadora da ETE, Luiza Rennó Moreira, conhecida como Sinhá Moreira, era uma visionária que, no começo do século 20, teve a oportunidade de conhecer o mundo ao lado do então marido, que era diplomata. Indo muito além do que era comum na época, passou por países como o México e o Japão, onde assistiu uma palestra de Albert Einstein e entrou em contato com os princípios da eletrônica. Saiu de lá com a certeza de que esse era ao caminho a seguir e que o Brasil precisava de uma escola técnica na área. Dito e feito, abriu a ETE em 1959 – a primeira do ramo na América Latina e a quinta escola do tipo inaugurada no mundo. A cidade foi o berço da eletrônica e do desenvolvimento tecnológico no Brasil e é também um pólo importantíssimo de inovação no mundo. 

Em resumo, deu para perceber que o HackTown 2019 está totalmente alinhado com o Coexiste.Info? A sinergia está nisso, em trazer um novo jeito de pensar, de olhar para o mundo de outra perspectiva, e misturar todos esses assuntos em um só lugar, gerando uma experiência única e que, de fato, impacta quem passa por lá.

 

0 0 vote
Article Rating
TAGS:

RECEBA A Coexiste.info no seu E-mail

.Conteúdos relacionados

.Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

5 filmes que te ensinam sobre a nossa existência

Encontramos no cinema obras que nos ajudam a olhar para a vida e a nossa realidade com outros olhos. Confira!
Leia mais

O que é a Mente

A Mente é o atributo do Espírito que coloca em ação a sua condição criativa.
Leia mais

Especial HackTown 2019

Nossa equipe esteve em Santa Rita do Sapucaí para trazer para você o que rolou de melhor em um dos eventos de inovação mais importantes do pais
Leia mais

O teatro como ferramenta de transcendência

A Coexiste Teatro une o treinamento da consciência existencial aos princípios das artes cênicas para que atores profissionais exerçam a sua função com máxima relevância.
Leia mais